17 de julho de 2024
Compartilhe:

A excelente campanha do Nova Iguaçu no Campeonato Estadual de 2024, tendo se sagrado vice-campeão, pode render bons frutos. Ou melhor, homenagens. A chamada Laranja Mecânica da Baixada Fluminense – referência ao time da Holanda da Copa do Mundo de 1974 – tem tudo para conquistar o título de Patrimônio Imaterial do Rio de Janeiro. 

Proposta com esta finalidade já está em tramitação na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), através do projeto de lei 2125/2023, apresentado pelo deputado Carlinhos BNH (PP), que é morador de Nova Iguaçu.

Apesar da derrota na final para o Flamengo, o saldo da competição foi positivo, pois sob o comando de Carlos Vitor a equipe fez uma campanha histórica. O clube se classificou em segundo lugar geral para as fases decisivas e, na semifinal, eliminou o Vasco e chegou à decisão pela primeira vez.

“O Nova Iguaçu é motivo de orgulho para toda a Baixada. Há 34 anos faz um trabalho como agente de transformação na vida de jovens e adultos. Tornou-se uma escola de talentos e cidadãos. A homenagem é o reconhecimento ao excelente trabalho prestado para o esporte e, acima de tudo, para a sociedade de uma forma geral”, destaca o deputado, que é presidente da Comissão de Esporte e Lazer da Alerj.

Laranja holandesa

O apelido dado à seleção holandesa surgiu na Copa do Mundo de 1974, quando a equipe foi considerada favorita devido ao futebol proposto pelo técnico Rinuas Michels.

No esquema, que tinha Cruyff como capitão, os jogadores, com exceção do goleiro, não ocupavam posições fixas e rodavam no campo com um toque de bola quase perfeito.

O sucesso foi tanto que acabaram sendo chamados de “Carrossel Holandês” e “Laranja Mecânica”, que foi um filme polêmico do diretor americano Stanley Kubrick, lançado em 1971.

Fonte: https://agendadopoder.com.br/time-do-nova-iguacu-podera-ser-declarado-patrimonio-imaterial-do-estado-do-rio/