14 de julho de 2024
Compartilhe:

O estado de Schleswig-Holstein, localizado na parte norte da Alemanha, anunciou a decisão de transferir 30.000 computadores governamentais do Microsoft Windows e do Office 365 para o Linux e o LibreOffice. As informações são do site NeoWin.

Leia mais:

  • Você pode não ter percebido, mas o Microsoft Word mudou a fonte padrão; entenda motivo
  • 5 coisas que dá para fazer no Linux, mas não no Windows ou MacOS
  • Microsoft decide separar Teams do pacote Office; entenda o caso

A decisão parte de umprojeto piloto bem-sucedido na região e sobretudo devido ao recente anúncio de que o uso do Microsoft 365 pela Comissão Europeia viola a lei de proteção de dados.

Já são anos da primeira vez que saíram informações sobre o plano deste estado de mudar seus sistemas para o Linux. Na época, governantes revelaram o desejo de fazer a transição até 2027, data esta que está cada vez mais próxima.

Reprodução: Zhanna Hapanovich/Shutterstock

Entre as razões que levam a buscar essa mudanças está, principalmente, poder reduzir os custos de licenciamento associados ao conjunto de produtos da Microsoft, comprometendo-se com a soberania dos dados ao não transferir dados pessoais para fora da União Europeia ou do Espaço Econômico Europeu (EEE).

Além disso, a mudança permite ao governo local apoiar o Formato de Documento Aberto (ODF), que vai continuar mantendo compatibilidade com outras plataformas e aplicativos.

“Independente, sustentável, seguro: Schleswig-Holstein será uma região pioneira digital e o primeiro estado alemão a introduzir um local de trabalho de TI digitalmente soberano. O governo deu luz verde para o primeiro passo em direção à soberania digital completa no estado, com mais passos a seguir”, comentou Daniel Gunther, primeiro-ministro da região Schleswig-Holstein.

Mudança pode incentivar outras regiões a seguir mesmo caminho

  • O anúncio tem o potencial de estabelecer um precedente para que outros órgãos governamentais se afastem do pacote da Microsoft, até mesmo percebendo que a transição feita pelos alemães não é tão complicada.
  • Embora o LibreOffice utilize um design e interface familiares para usuários de longa data dos produtos da Microsoft, ainda existem algumas diferenças que exigirão treinamento e educação dos usuários desses computadores, seja nas funções administrativas ou em espaços públicos, como bibliotecas.
  • Uma ressalva que ainda existirá é que, atualmente, existem alguns produtos Microsoft para os quais o governo local não consegue encontrar uma alternativa de código aberto.
windows
Imagem: mundissima/Shutterstock

O post Estado alemão abandona Windows e adota Linux e LibreOffice apareceu primeiro em Olhar Digital.

Fonte: https://olhardigital.com.br/2024/04/09/pro/estado-alemao-abandona-windows-e-adota-linux-e-libreoffice/