14 de julho de 2024
Compartilhe:

Eu comprei um computador durante a pandemia para que eu pudesse trabalhar em home office. E acabei de descobrir que muita gente no mundo todo fez a mesma coisa.

Esse boom em 2020 e 2021 desestabilizou o mercado de PCs. Depois da alta nas vendas naquela época, as empresas registraram mais de dois anos seguidos de queda.

Leia mais

  • CPU de 4 núcleos vale a pena?
  • Desempenho de games no PC pode melhorar com nova tecnologia da AMD
  • Intel lança o Core Ultra, sua nova geração de processadores equipados com IA

Esse movimento, no entanto, parece estar se revertendo. É o que informa o mais recente relatório da empresa de pesquisa de mercado International Data Corporation (IDC), divulgado nesta segunda-feira (8).

De acordo com o levantamento, as remessas globais de computadores pessoais voltaram a crescer no primeiro trimestre deste ano. O mercado de PCs teve alta de 1,5% em relação ao ano anterior, com 59,8 milhões de remessas no primeiro trimestre, e voltou aos níveis pré-pandemia.

O que levou a esse aumento?

  • O IDC levanta algumas hipóteses para essa nova tendência de mercado.
  • A primeira delas é o movimento natural de atualização dos produtos.
  • Muitas pessoas que compraram um computador em 2020 já estão pensando em adquirir um PC novo, uma vez que o antigo já possui 4 anos pelo menos.
  • Outro ponto que estaria levando as pessoas a adquirirem novos PCs é a Inteligência Artificial.
  • Muitos modelos modernos vão passar a contar com essa tecnologia.
(Imagem: Pedro Spadoni via DALL-E/Olhar Digital)
  • A Microsoft, por exemplo, fez a primeira mudança no teclado em 30 anos justamente para colocar um atalho que aciona o Copilot, o serviço de IA da companhia.
  • Por fim, o IDC fala que o cenário econômico está mais favorável.
  • A inflação sofreu uma ligeira queda em países da América e da Europa, dando um respiro ao setor, que vinha sofrendo com taxas de juros altas.
  • Talvez a única decepção seja a China.
  • O maior consumidor de PCs do mundo parece estar deixando os desktops de lado e indo em busca cada vez mais de laptops.

“Apesar das dificuldades da China, espera-se que a recuperação continue em 2024, à medida que os novos PCs com IA chegarem às lojas no final deste ano e à medida que os compradores comerciais começarem a atualizar os PCs que foram adquiridos durante a pandemia”, disse Jitesh Ubrani, gerente de pesquisa do Worldwide Mobile Device Trackers, do IDC.

Desempenho das empresas

O levantamento do IDC mostra que, no primeiro trimestre, a empresa que mais vendeu PCs foi o Grupo Lenovo, da China. A companhia respondeu por impressionantes 23% de todos os computadores pessoais comercializados no período. A Lenovo já lidera o mercado há alguns meses.

Na sequência aparecem a HP Inc e a Dell Technologies, que atingiram uma quota de mercado de cerca de 20% e 15,5%, respetivamente.

Lenovo
A Lenovo é a líder de mercado em venda de PCs – Imagem: shutterstock/JHVEPhoto

A gigante Apple, que vai muito bem no segmento de smartphones, fica bem para trás quando o assunto são os PCs. A empresa de Steve Jobs teve uma participação de mercado de 8,1% apenas.

As informações são da Reuters.

O post Mercado global de PCs volta a crescer após dois anos seguidos de queda, indica pesquisa apareceu primeiro em Olhar Digital.

Fonte: https://olhardigital.com.br/2024/04/10/pro/mercado-global-de-pcs-volta-a-crescer-apos-dois-anos-seguidos-de-queda-indica-pesquisa/