14 de julho de 2024
Compartilhe:

Alexandre Nardoni, condenado pelo assassinato da filha Isabella, pediu a progressão da pena para o regime aberto, nesta segunda-feira (8). Nardoni já cumpriu 15 dos 30 anos de pena em regime fechado em virtude do crime cometido em 2008.

A defesa alegou que Alexandre alcançou o tempo necessário para progressão no dia 6 de abril deste ano, além de apresentar “ótimo comportamento carcerário”.

“Nunca incorreu em falta disciplinar de qualquer natureza e não tem envolvimento com facção criminosa, ou seja, tem e sempre teve uma conduta prisional exemplar”, citou sua defesa no pedido de progressão.

Ao requerer o avanço para o regime aberto, foi mencionado também que Nardoni exerce atividades laborativas na Penitenciária de Tremembé, interior de São Paulo.

Redução de pena

Em outubro de 2023, a Justiça de São Paulo acatou um pedido de redução de pena de Alexandre Nardoni por dias trabalhados e livro lido. No total, a pena de 30 anos teve a redução de 96 dias.

A diminuição da pena é referente a 277 dias trabalhados e pela leitura do livro “Carta ao Pai”, de Franz Kafka. Os dias trabalhados renderam a diminuição de 92 dias e a leitura do livro em unidade prisional 4 dias.

Relembre o caso

Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foram condenados em março de 2010 pela morte da filha de Alexandre, Isabella Nardoni, de 5 anos. A menina foi arremessada do sexto andar de um prédio na Vila Guilherme, zona norte de São Paulo, em 2008.

Anna Carolina Jatobá deixou a prisão em junho de 2023, depois de a Justiça conceder a ela a progressão para o regime aberto.

* Sob supervisão

Fonte: https://www.cnnbrasil.com.br/nacional/alexandre-nardoni-pede-progressao-da-pena-para-o-regime-aberto/