17 de julho de 2024
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Twitter

Francisco Santiago, representante do MP-MG, ofendeu a advogada criminalista Sarah Piron durante sessão do TJ e ainda a chamou de “neurótica”

Uma cena bizarra e extremamente desrespeitosa foi registrada em plena sessão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG). O promotor Francisco Santiago ofendeu a advogada criminalista Sarah Quinetti Pironi, a chamando de “galinha garnizé”.

Além disso, o representante do Ministério Público (MP), não satisfeito, ainda disse que ela faria “striptease” durante a audiência.

Depois das declarações machistas e ofensivas do promotor, a advogada ligou o celular e registrou sua reação indignada.

A criminalista, então, pediu que o promotor repetisse as ofensas, mas ele ignorou e ainda chamou a advogada de “neurótica”. Apesar do momento das primeiras ofensas não ter sido registrado em vídeo, as declarações aparecem na ata da audiência.