17 de julho de 2024
Compartilhe:

Jhonata Santos, de 34 anos, suspeito de matar a facadas a ex-namorada, Idealny do Nascimento, de 30 anos, no bairro Alto da Esperança, em São Luís, teria cometido outro crime de assédio sexual contra a irmã da vítima, dias antes de romperem o relacionamento que levou a morte de Idealny.

As informações foram divulgadas pela Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) nesta terça-feira (9). De acordo com a delegada Nanda Moura, diretora da Casa da Mulher Brasileira, Jhonata já assediava há algum tempo a irmã de Idealny.

Na manhã dessa segunda (8), a irmã da vítima havia descoberto que ele tinha colocado um celular para gravar o interior do quarto dela. Após a família de Idealny ficar sabendo do ocorrido, pediu para que ele terminasse o relacionamento com Jhonata.

Não satisfeito com o término, Jhonata teria ido até a casa da ex-namorada e assassinado a golpes de faca durante a madrugada desta terça. Ele foi preso em flagrante ainda no local do crime.

Relembre o caso

Uma jovem de 30 anos, identificada como Idelany do Nascimento Pestana, foi morta a facadas na madrugada desta terça-feira (9), em São Luís. O ex-namorado da jovem, reconhecido como Jhonata Santos de Sousa, de 34 anos, foi preso em flagrante e é o principal suspeito do crime, conforme a polícia.

Segundo a Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), o crime aconteceu por volta das 2h desta terça, na Avenida São Raimundo, no bairro Alto da Esperança, na área Itaqui-Bacanga, na capital.

De acordo com a PM, inconformado com o fim do relacionamento, o suspeito teria pulado o muro da casa da vítima e a surpreendido com cerca de quatro golpes de faca. Antes de desferir os golpes de faca, ele teria tentado matar a vítima com um mata leão.

Idelane não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu minutos depois. Após o crime, Jhonata permaneceu ao lado do corpo da vítima até a chegada da polícia.

A Polícia Civil informou que Idelane e Jhonata estavam juntos há dez anos e não havia histórico de violência entre o casal. Após o crime, ele foi preso em flagrante e em seguida foi levado para a Delegacia de Homicídios em São Luís, onde vai ficar à disposição da Justiça.

Fonte: https://oimparcial.com.br/checamos/2024/04/acusado-de-matar-jovem-em-sao-luis-teria-assediado-irma-da-vitima-dias-antes-do-assassinato/