17 de julho de 2024
Compartilhe:

O Flamengo informou que atletas do time sub-17, equipe comandada por Filipe Luís, foram vítimas de injúria racial na semifinal da Generation Adidas Cup, no último sábado (6), na derrota por 2 a 0 para o Philadelphia Union. O clube entrou com uma representação na Major League Soccer (MLS) e não jogará a disputa do terceiro lugar do torneio, realizado nos Estados Unidos.

“Não cabem mais situações como esta ou qualquer outro tipo de preconceito, principalmente na iniciação esportiva, quando crianças e adolescentes estão se formando adultos e cidadãos, em busca de seus sonhos”, escreveu o Flamengo.

A Adidas Generation Cup foi disputada em Bradenton, na Flórida, nos Estados Unidos. O time de Filipe Luís venceu o Atlanta United, o Portland Timbers e o PSV, todos por 1 a 0, até chegar às semifinais.

Após a derrota do Flamengo por 2 a 0 para o Philadelphia Union, imagens de confusão entre os times viralizaram nas redes sociais.

O posicionamento do Flamengo

O Clube de Regatas do Flamengo repudia veementemente o ocorrido no sábado (6), em Bradenton, nos Estados Unidos, na semifinal da Generation Adidas Cup Sub-17, quando alguns atletas do nosso elenco foram vítimas de injúria racial. É inaceitável que episódios como este continuem acontecendo. Racismo é crime e deve ser duramente punido, seja onde for.

Diante do acontecido, o clube entrou com uma representação formal à Major League Soccer (MLS), que organiza o torneio, relatando o caso. Além disso, a equipe não entrará em campo para a disputa do terceiro lugar. Não cabem mais situações como esta ou qualquer outro tipo de preconceito, principalmente na iniciação esportiva, quando crianças e adolescentes estão se formando adultos e cidadãos, em busca de seus sonhos.

A MLS está dando suporte e investiga o caso. O departamento jurídico do Flamengo também está atuando desde a noite de ontem para que providências e medidas cabíveis sejam tomadas.

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

Fonte: https://www.cnnbrasil.com.br/esportes/futebol/flamengo/apos-caso-de-racismo-flamengo-deixa-torneio-sub-17-nos-eua/