18 de julho de 2024
Compartilhe:

Um movimento da classe artística de São Luís está apresentando a proposta de homenagear o músico Zezé Alves dando nome deste à Escola Municipal de Música de São Luís. O flautista, compositor e professor aposentado da Escola de Música Lilah Lisboa faleceu na semana passada aos 68 anos de idade.

A escola é um equipamento da Prefeitura de São Luís e pertence à estrutura da Secretaria Municipal de Cultura. A mobilização está sendo comandada pelo poeta Paulinho Lopes, parceiro do músico em várias composições entre elas “Campo e Cidade”, gravada por Betto Pereira em seu disco de estreia, Massaroca (LP 527.404.721 – 1986).

José Alves Costa, Zezé da Flauta, nasceu em São Luís, e iniciou a carreira musical no Laboratório de Expressões Artísticas, Laborarte, no final da década de 1970. Em 1977, na peça ‘Cavaleiro do Destino’, de Josias Sobrinho e Tácito Borralho, Zezé participou como violonista. Estreou no palco como flautista no show ‘Boca do Lobo’, de Sérgio Habibe.

Depois de se desligar do Laborarte passou a integrar o grupo Rabo de Vaca, junto com Josias Sobrinho, Omar Cutrim, Beto Pereira, Mauro Travincas, Jeca, Manoel Pacífico, Erivaldo Gomes e Angela Gullar. O grupo participou da montagem de ‘Os Saltimbancos’, uma adaptação de Chico Buarque de Holanda para peça teatral de Sergio Bardotti e Luis Enríquez Bacalov sobre o conto “Os Músicos de Bremen”, dos irmãos Grimm. O Rabo de Vaca durou de 1977 a 1982. Um dos shows marcantes na carreira do Rabo foi ‘Vida Bagaço’.

No universo fonográfico Zezé Alves participou em 1977 da gravação do antológico ‘Lances de Agora’, de Chico Maranhão, na igreja do Desterro, para a Marcus Pereira Discos. Em 1980 participaria de ‘Pedra de Cantaria’, dirigido pelo poeta Valdelino Cécio com arranjos de Ubiratan Souza.

Em 1983, forma com o compositor maranhense Omar Cutrim e a cantora Ângela Gullar a banda “Fazendo Mel”, tendo como repertorio composições do próprio grupo, fazendo apresentações pelos bairros, universidades, e interior do Estado por todo aquele ano. Em 1984, forma com o compositor Beto Pereira, Jeca, Mauro Travincas e Carbrasa, a banda “Amor de Canela”, primeiro grupo a tocar MPB e compositores maranhenses em bares e restaurantes de São Luís.

Nos últimos tempos Zezé vinha trabalhando na produção do songbook do cantor e compositor Sérgio Habibe, com quem dividiu vários palcos durante a carreira musical.

Fonte: https://oimparcial.com.br/noticias/2024/04/movimento-propoe-homenagear-zeze-alves-com-nome-da-escola-de-musica-do-municipio/